Nuno Adão

Só por hoje, trabalho honestamente

Por Nuno Adão em Maio de 2020

Tema Sociedade / Publicado na revista Nº 15
426 visualizações

Só por hoje, já deveria ser em si, um princípio sem a necessidade imperiosa de termos de o nomear para podermos ser mais efetivos e diligentes. 

Só por hoje, remete-nos para o tempo presente, o único em que podemos fazer alguma coisa, o único momento em que podemos a cada instante de tempo, viver mais próximos dos arquétipos tidos como norteadores do bem comum, o único onde podemos ser seres amorosos, seres capazes de transcender as conveniências do mundo moderno, o único onde revelamos por intermédio da nossa vivência a capacidade de nos relacionarmos com o outro, a capacidade de amarmos o outro e a capacidade de podermos ser possíveis curadores que representam o que de mais belo tem a humanidade, o que de mais belo pode ser entregue ao outro, o amor incondicional sob a forma de exemplo enquanto ser terreno, enquanto ser, que no seu trabalho diário transmite sabedoria no que desempenha, transmite honestidade enquanto executa uma tarefa específica, uma função económica, social e por vezes, uma função de cura, de interferência no processo de aquisição de conhecimento e de recolhimento de dados que devem ser obrigatoriamente selecionados por uma mente cuidada, que procura a cada novo dia, ser fiel a si mesma, executando o seu trabalho, simplesmente de forma honesta e completamente comprometido com esse princípio reikiano que caracteriza o novo tipo de ser que vê e sente o reiki como uma nova filosofia de vida, mais saudável e conducente à luz e ao amor universal, que por esta altura já deveria ser comum a todos os seres humanos. 

Só por hoje, trabalho honestamente, só por hoje, dirijo a minha vida honestamente, como se cada um dos princípios que edificam esta nova e maravilhosa experiência de vida, fossem um só e  representassem toda a doçura com que devemos viver. Na vida, só por hoje, sou calmo, confio, sou grato, trabalho honestamente e sou bondoso, princípios basilares que deveriam vestir a consciência de cada ser, deveriam conduzir a uma humanidade muito mais bondosa, muito mais amorosa e muita mais altruísta na sua forma de estar e de comprometimento com o próximo, com a vida e com a própria consciência individual em constante aprendizagem e viagem por esse mundo fora e por essa galáxia imensa.

Só por hoje, trabalho honestamente. Só por hoje, sigo o exemplo dos meus ancestrais, o exemplo de seres que honestamente dirigiram a sua vida. Só por hoje, procuro que o meu trabalho honesto também seja um exemplo para a humanidade que aí está e para a humanidade que há-de vir. Só por hoje, tento ser um espelho de fidelidade a todos aqueles que me precederam na senda de um conhecimento muito mais humano, e a todos os que hão-de vir. Só por hoje, trabalho honestamente por dever a mim mesmo, à minha consciência, como algo natural que simplesmente devo preservar e erigir dia após dia, a cada instante de vida, no aqui e agora onde cada um tem a experiência mais reveladora da existência humana, aquela que lhe permite ser um humano exuberante, ser um humano digno de ter encarnado neste fabuloso planeta a que normalmente se dá o nome de Terra! 

Nuno Adão


ARTIGO MAIS VISTO

COVID-19 e a alimentação.

COVID-19 e a alimentação.

Isabel Moreira
Por Isabel Moreira em Março 2020
Tema Sociedade
2388 visualizações

O cuidado prestado por cada um de nós é fundamental na contenção e evolução desta epidemia que afeta a todos.

Mantenham as medidas de higiene que a organização Mundial de Saúde ...
Ler mais

OUTRAS LEITURAS

Emoções em Verso

Por Ricardo Fonseca
242 visualizações

"Emoções em Verso (2019) é o primeiro livro de poesia do escritor Ricardo Fonseca, um livro onde as suas experiências e as suas emoções são escritas em verso, onde as emoções se ...
Ler mais