ALIMENTOS CONDIMENTOS E OUTROS

A qualidade da nossa alimentação também passa pelo conhecimento dos ingredientes que usamos para a confecionar. Conheça melhor, 5 ingredientes utilizados na alimentação.

Especiarias

Especiarias

A importância das especiarias


As especiarias são muito importantes, não somente porque fazem a comida mais saborosa, mas também mais digestiva. A maior parte das ervas e especiarias possuem propriedades medicinais.


Sementes de cominho: São estimulantes e purificadoras do sangue, Atuam como um bom diurético.


Açafrão da India: utiliza-se, moído em pequenas quantidades para dar sabor e cor ao arroz, vegetais e sopas. É diurético, purificador do sangue e estimulante intestinal.


Pimenta: Utiliza-se moderadamente, é expetorante e estimulante, ajuda na digestão.


Gengibre: A raiz fresca é boa para combater a obesidade, a asma e a tosse. Tomado em pequena quantidade cura a dor de estomago. O chá de gengibre é um excelente remédio para a constipação. Utiliza-se para condimentar sopas e vegetais.


Folhas de Coentros: São diuréticas e ajudam a eliminar o excesso de bílis do sangue. Dão um sabor único e refrescante aos alimentos, tal como as folhas de salsa que ajudam a controlar a tenção alta.


Cravo da India: O Ayur- veda, considera-o um rejuvenescedor; é um bom analgésico local para aliviar as dores de dentes.


Folhas de menta: Utilizam-se para dar um sabor refrescante às bebidas. Estimula a digestão e alivia nas náuseas e vómitos. Esta planta pode dar-se muito facilmente em sua casa.


Canela: A Canela em pau pode ser mastigada para refrescar o hálito e reforçar as gengivas.


Anis ou erva-doce: Facilita a digestão e elimina os gases intestinais. Mastigado depois da refeição refresca o hálito.


Fonte medicina Ayur-Védica.

Flor de Sal

Flor de Sal

A flor de sal é um aglomerado de cristais que se forma à superfície da água do mar. A sua formação depende das condições atmosféricas; a temperatura e a radiação solar têm de ser elevadas e o vento deve ser suave. Verificando-se estas 3 condições, os minúsculos cristais de sal começam a formar-se à superfície dos cristalizadores. Estes cristais são delgadíssimas palhetas que se desagregam por pressão, que se juntam com o vento, formando uma película branca e brilhante.

São pequenos cristais que se formam na superfície das águas de cristalização das salinas, sendo recolhida em cristalizadores especiais (tanques rasos de argila), esta operação de colheita é artesanal, e retira apenas uma finíssima película de cristais de sal que se forma na superfície da água, e nunca tocam o fundo dos cristalizadores, sendo preciso retirar cuidadosamente essa fina película formada e deixar secá-la ao sol por 7 dias, resultando em cristais mais crocantes, sem sofrer qualquer tipo de processamento, nem adição de produtos químicos. Esses cristais são chamados de flores, pois ao ver a sua cristalização através do microscópio visualiza-se este formato.


Fonte Wikipedia

Soja

Soja

A soja (Glycine max), também conhecida como feijão-soja e feijão-chinês, é uma planta pertence à família Fabaceae, família esta que compreende também plantas como o feijão, a lentilha e a ervilha. É empregada na alimentação humana (sob a forma de óleo de soja, tofu, molho de soja, leite de soja, proteína de soja, soja em grão etc.) e animal (no preparo de rações). A palavra "soja" vem do japonês shoyu. A planta é originária da China e do Japão. É um grão rico em proteínas. Dentre os sais minerais, os mais presentes são: potássio, cálcio, magnésio, fósforo, cobre e zinco. É fonte de algumas vitaminas do complexo B, como a riboflavina e a niacina, e também em vitamina C (ácido ascórbico). Porém é pobre em vitamina A e não contém vitamina D e B12.

Além destes nutrientes, a soja contém a isoflavona, também chamada de fitoestrógeno, que atua na prevenção de doenças crônico-degenerativas como o câncer de mama, de cólon de útero e de próstata. Sua estrutura química é semelhante ao estrógeno (hormônio feminino) e, por isso, é uma substância capaz de aliviar os efeitos da menopausa e da tensão pré-menstrual.


Fonte Wikipedia

Seitan

Seitan

O seitan, carne de glúten ou simplesmente glúten, como por vezes também é designado devido ao nome da proteína do cereal, é um alimento derivado de uma proteína de trigo chamada glúten. É um alimento da Antiguidade, tal como o tofu. Não está claro se a receita provém da Índia ou da China.

Este é um alimento facilmente encontrado em lojas de produtos naturais.

O seitan é produzido a partir da preparação da farinha de trigo.

Faz-se primeiro uma massa, como para o pão. Esta é depois lavada, num passador, com água corrente. Neste processo perde as gorduras e os hidratos de carbono.

A massa lavada é então cozinhada com molho de soja (shoyu ou tamari) e ganha assim uma consistência dura. Fica um preparado fibroso, que deve ser bem cortado em fatias. É um produto rico em fibras e minerais.

Encontra-se à venda em lojas de produtos naturais. Geralmente o seu período de validade é de 2-3 semanas, no entanto pode congelar-se.


Fonte Wikipedia

Tofu

Tofu

Tofu é um alimento produzido a partir da soja. Tem uma textura firme parecida com a do queijo e serve como outra alternativa para carne, sabor delicado, cor branca cremosa e apresenta-se sob a forma de um bloco branco. É originário da China, mas muito comum também na alimentação japonesa e coreana. O processo de fabricação a partir do leite de soja, é muito similar ao do queijo fabricado a partir de leite, tendo também a mesma consistência. É por isso também conhecido por queijo de soja. Tem um sabor suave, e por isso é geralmente usado em receitas relativamente simples. Na culinária asiática o tofu é usado em todo o tipo de receitas, tanto doces como salgadas. Pode ser comido cru, frito, cozido em sopas ou em molhos, cozido a vapor, recheado com diferentes ingredientes, ou fermentado como pickles, etc.

Nutricionalmente tem um conteúdo proteico muito rico e por isso é usado no Ocidente como substituto da carne por vegetarianos. Os coagulantes mais utilizados são cloreto de magnésio e nigari. É possível também coagular a proteína de soja com limão ou vinagre, mas estes alteram o sabor do tofu, além de não serem tão eficazes. Outra possibilidade é o cloreto de cálcio.


Fonte Wikipedia