Maria Ribeiro

Brilhando na Arte de Pensar (Parte III)

Por Maria Ribeiro em Dezembro de 2010

191 visualizações

Jesus tinha todos os motivos do mundo para estar dececionado com o ser humano, mas nunca deixou de se maravilhar com ele. A vida que pulsava nas crianças, nos adultos e nos idosos era esplêndida para ele. Cada ser humano foi considerado uma jóia única, excecional, exclusiva! A sua história é um grande laboratório de auto estima.

Ele soube sempre que não somos gigantes nem heróis! Por isso era tolerante e paciente com as pessoas. Para ele, valia a pena viver cada minuto, mesmo que soframos percalços, sejamos derrotados e fiquemos dececionados connosco e com o mundo.

Depois de ele ter estado entre nós, a vida ganhou um fascinante significado…

Jesus Cristo propunha uma revolução que se iniciava no interior do homem, no mais secreto do seu ser, e não no exterior, na estética política. É impressionante, mas ele não se mostrava nem um pouco preocupado, como geralmente ficamos, com aparência, poder, status social, opinião pública.

Após ter percorrido por um longo período toda a região da Galileia, inúmeras pessoas seguiam-no. Tinha chegado o momento de entrar pela segunda vez, e última, em Jerusalém, o grande centro religioso e político de Israel. Naquele momento Jesus estava no auge da sua popularidade. As pessoas estavam eufóricas e proclamavam-no como o Rei de Israel. Alguns discípulos, que naquela altura ainda não estavam cientes do seu desejo, até disputavam quem seria maior se ele conquistasse o trono político.

Os discípulos e as multidões estavam extasiados, Mas mais uma vez, ele teve uma atitude imprevisível que chocou a todos.

Quando se esperava que entrasse triunfante em Jerusalém, com uma grande comitiva e pompa, tomou uma atitude clara e eloquente, demonstrando que rejeitava qualquer tipo de poder politico, pompa e estética exterior. Pediu um jumentinho e teve a coragem de montar aquele desajeitado animal. E foi assim que aquele homem superadmirado entrou em Jerusalém.

Que cena impressionante! Jesus montado num jumento, animal forte, mas pequeno. Quem o monta não sabe onde colocar os pés, se os levanta ou os arrasta pelo chão.

Mais uma vez, as pessoas não entenderam o seu comportamento. Os seus discípulos receberam um “balde de água fria”.

Imaginem o Presidente dos estados EUA, no dia da posse, solicitando aos seus assessores que lhe trouxessem um pequeno animal, como um jumento, para entrar na Casa Branca.  Certamente que seria encorajado a ir imediatamente a um psiquiatra. A criatividade intelectual não consegue criar uma personalidade que possui uma inteligência requintada e, ao mesmo tempo, tão despojada e humilde.

Jesus Cristo estava no auge do seu sucesso social. Todavia, ao invés de se colocar acima dos outros, ele desceu todos os degraus da simplicidade e do despojamento. Se chegasse a pé seria mais digno e menos chocante. Porém, ele preferiu montar um pequeno animal para estilhaçar os paradigmas das pessoas que o contemplavam e abrir as janelas das suas mentes para outras possibilidades.

Muitos de nós seremos mestres no discurso sobre o tema “amor”, mas dificilmente aprenderemos o mais difícil de todas as artes, a de amar.

Jesus disse: ” Ouvistes o que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vou perseguem…Se amardes os que vos amam, que recompensa tendes?” Mateus 5:44

Faça desta Pascoa, uma Pascoa de consciência, Amor e Verdade. 

E, nesta época festiva renasça para um amor renovado.

Boa Pascoa!

Bibliografia – Análise da Inteligência de Cristo / Revolucione a Sua Qualidade Vida – Augusto Jorge Cury / Academia da Inteligência


ARTIGO MAIS VISTO

Reforçar a imunidade é urgente

Reforçar a imunidade é urgente

Nuno Pacheco
Por Nuno Pacheco em Abril de 2020
Tema Consciência
5422 visualizações

Um contributo da medicina tradicional chinesa na luta contra o COVID-19

Se alguém me dissesse, há ...
Ler mais

OUTRAS LEITURAS

Memórias de um Despertar

Por Pedro Elias
Caminhos de Pax, Lda.
197 visualizações
Pela coragem de uns poucos, Portugal tornou-se o exemplo que inspirou o mundo numa revolução que mudou por completo o planeta. Desde a reforma do velho paradigma realizada pelo António enquanto ...
Ler mais